Este pai de familia voltou para casa e viu a sua mulher deitada com sua pequena, então compreendeu ISTO…

Matt e Diana estavam familiarizados desde a escola. Desde a infância, ambos sentiam simpatía, que logo se converteu em algo mais. Os jóvens se casaram e tiveram uma linda filha a que chamaram Luella.

Recentemente Diana publicou no Facebook uma foto tirada pelo seu esposo. Na imagen aparece ela mesma, dormindo com sua fiha. A foto vai acompanhada de uma pequena, mas muito comovedora historia.

Em pouco tempo esta mensagem se tornou popular e recebeu milhares de “curtidas”, e agora “CURIOSO” te conta esta comovedora historia.

“Isto aconteceu a alguns dias. Nossa pequena Luella está com os primeiros dentes saindo, e portanto chorava muito. Para acalmar a pequenina, me deitei do lado dela no berço, e logo nós duas pegamos no sono…

Quando acordei, vi que Matt já tinha voltado para casa. Ele se via agitado e seus olhos brilhavam com lágrimas. Ao ver minha triste cara, meu marido se apressou a me tranquilizar, dizendo que estava tudo bem. Matt tinha percebido o quanto nos ama quando nos viu dormino juntas. Isso porque, involuntáriamente, o fizemos lembrar de uma história relatada por nosso sacerdote.

Isso foi num dia destes quando deixamos a Luella a sós em casa por primeira vez. Estava com Matt na igreja no domingo. Depois do serviço fomos conversar com o pastor, e nos contou sobre um caso em que ele foi testemunha, num refugio de orfãos em Uganda.

Como missionário, ele vistava muito os internados e lares de todo o mundo, mas aqui se respirava um ambiente muito especial. Quando o sacerdote entrou na grande sala, onde haviam filas estreitas cheias de centenas de camas e berços, com surpresa observou que no interior havia um imenso silencio…

Normalmente, quando há tantos bebês numa mesma sala, constantemente se percebe algum choro ou gemido. Mas aqui tudo estava em silencio.

O sacerdote perguntou à funcionária do orfanato por que as crianças estavam tão mudas, e sua resposta o chocou e sempre se lembra. Ela disse que de inicion, todos os bebês que chegam choram sem parar. Em seus gritos expressam dor e desta maneira chamam seus familiares para que os acudam. Mas depois de uma semana, todos se calam, porque entendem que ninguém se importa com eles e que não há ninguém que os consolem.

O silencio demonstra a impotencia que reina nas almas dos bebês. As crianças entendem que ninguém virá a acalmá-los, ou que talvez nunca mais venha ninguém…

Esta historia nos sucumbiu a alma. Assim que desde hoje prometo nunca ignorar o pranto de meus filhos. Até no meio da noite quando ouço minha filha começar a chorar, cansada vou acalma-la.

Ao me ver dormida com Luella, Matt entendeu tudo sem palavras. Enquanto dormiamos, ele preparou a janta. E quando acordei, ele me abraçou forte e me disse: Amo vocês mais que ninguém neste mundo…”

Ao ler estas linhas é dificil ficar indiferente. Se esta história te tocou, não esqueça de compartilhar com todos! Que todos entendam a importancia de acudir a seus filhos!

Comentarios

comentarios

Curtiu este post? Então clique aqui:

Você também pode gostar