Ela se indignou ao ouvir o que uma mulher desconhecida disse a seu filho, porém ela soube exatamente o que fazer!

Para uma criança pequena, visitar uma loja de brinquedos é como ir de excursão a uma viajem de piratas ou algo assim; é normal que as crianças não queiram sair desses estabelecimentos uma vez dentro. O caso que comentamos aconteceu com Rian quando foi comprar um presente ao seu filho Gary.

Enquanto ela olhava outras prateleiras, a mãe não percebeu que uma mulher tinha se acercado a seu filho. Mas somente reaccionou quando ouviu o que a desconhecida disse a seu filho. Ela estava disposta a chegar perto e dizer algumas palavras em defesa de seu filho mas quando ouviu o que ele respondeu, ficou tranquila.

Garry, assim como muitas crianças, gosta de diferentes brinquedos. Ele tem caminhões, avioes, construtores, dinossauros, etc. Mas desta vez chamou a atenção uma boneca com um carrinho rosa. A mulher que o observava, ao ver sua seleção, se desgostou e decidiu explicar ao menino que não estava fazendo o correto. Ela começou a explicar ao pequeno que coisas rosadas são para meninas e meninos normalmente não escolhem essa cor.

A mulher intrometida estava indicando ao pequeno que não deveria escolher coisas de meninas. Ela disse para ele escolher coisas de meninos. Ao que ainda perguntou para que ele precisava dessa besteira. A mulher não esperava o que ele respondeu: “peguei simplesmente porque gostei!”

Ao ouvir isso, a mulher não soube responder e ficou calada. A jovem mãe comprou o carrinho rosa pro seu filho de qualquer jeito, e ao chegar em casa escreveu esta mensagem, recebendo muitíssimos comentários a respeito!

Claro que os meninos não se interessam em carrinhos e bonecas, mas no caso de Gary não veja nada de mais. É normal para uma criança criada numa familia completa que esteja descobrindo o mundo que o rodeia. Um dos comentários dizia o seguinte: “Daqui uns anos Gary vai comprar um carrinho para seu futuro bebê. Uma situação real, não acham?”

Nesta situação, o que mais desagradou foi o comentário da mulher. Se meter onde ninguém pediu e impor seu ponto de vista a uma criança. Isso não se faz!

Cada qual com seu ponto de vista sobre o acontecido. E como teria reagido seu amigo ou parente? Não esqueça de compartilhar este post.

Comentarios

comentarios

Curtiu este post? Então clique aqui:

Você também pode gostar