18 fotografias tiradas depois que afundou o “Titanic”.

Isto ocorreu dia 14 de abril de 1912. O colosso dos navios e o milagre tecnológico da época, o grande “Titanic”, sofreu um trágico naufrágio. Frederick Fleet, o vigia, informou a ponte que havia um iceberg sobre o curso que o navio seguia, porém já não dava para mudar a situação. O casco recebeu buracos ao longo de todo o comprimento.

Este imenso navio ficou suspenso por duas horas e meia, logo se partiu no meio e afundou. A bordo haviam 2,224 passageiros. Somente se salvaram 712. O mundo ficou totalmente surpreso com essa noticia, já que os engenheiros afirmavam que este navio era impossivel de afundar, mas…

 

“Titanic” em 1912.

Este é o iceberg com que supostamente se chocou o navio…

O vigia Frederick Fleet.

O sinal de socorro foi só enviado 25 minutos após a colisão. O capitão ordenou que todos desembarcassem. Naquele momento, o navio parecia intacto ainda: a vida seguia normalmente, a eletricidade funcionava e ainda tocavam música. Os passageiros se negavam a entrar nos botes que desciam quase vazios. A tripulação assegurava que não era nada grave.

Sobreviventes se acercando ao barco “Carpatia”.

Sobreviventes a bordo do “Carpatia”.

Pessoas esperando noticias no escritorio da White Star Lines em Nova York.

O panico começou só depois de uma hora e meia da colisão, quando finalmente se deram conta do perigo. Aí se iniciou uma guerra por espaço nos botes. Os passageiros mais desafortunados eram os da terceira classe, já que a tripulação recebeu ordens de evacuar primeiro as mulheres e as crianças da primeira e segunda classes. Alem do mais, parte das pessoas ficaram trancadas pela barras divisórias que não foram abertas…

Gente esperando a chegada do ” Carpatia”.

Sobreviventes da tripulação do “Тitanic”.

Os sobreviventes da tripulação da primeira classe esperando a serem questionados. 

Esperando a sobreviventes.

Os sinais de socorro foram vistos por sete barcos. Perto do local passava o barco a vapor britanico “Californiano”, mas o vigia não viu o sinal porque estava dormido no momento. O “Titanic” disparou 8 mísseis de sinalização, tentando avisar sobre o desastre, mas o barco britanico considerou que fosse um sinal de posição. Outro buque foi avisado para evitar uma colisão.

Os sobreviventes receberam dinheiro como compensação.

No momento da foto ninguém sabia de quem eram estas crianças. Logo foram identificadas como Michael (4 anos) e Edmond Navratil (2 anos).

Este bebe se chama Lousen Smith. Sua mãe engravidou durante a viagem de lua-de-mel no “Titanic”. 

O barco “Carpatia” chegou ao local do naufrágio primeiro. Uma vez recebido o sinal de SOS correu à sua ajuda a toda velocidade – 14 nós ou 26 km/hr… Recolheram 712 sobreviventes. Na água havia um monte de gente flutuando mas as pessoas dos botes tinham medo de voltar ao local do naufrágio. Só se aventuraram dois que conseguiram salvar a mais 8 pessoas…

Encontro com os sobreviventes no porto.

Um dos sobreviventes beija sua mulher, que chegou para busca-lo. 

Pessoas se reunindo ao redor de um sobrevivente para ouvir a história do que tinha aconteceido e quem tinha se salvado.

Ironía do destino, do contrário não podemos dizer. Esta história sempre estará presente em nossas vidas.

Compartilhe esta história com todos!

Comentarios

comentarios

Curtiu este post? Então clique aqui:

Você também pode gostar