Você acha que são apenas desenhos bonitos? Descubra a verdade!

Na primeira olhada, parece que a cidade romana de Sapanta não tem nada de mais. Aqui vivem apenas umas 3 mil pessoas e não há nenhum palácio antigo nem castelos lendários.

É como se em Sapanta não houvesse nada interessante. Porém, por aqui passam várias excursões de turismo. A principal atração dessa cidade é… o cemitério!

Mas não é um lugar triste. As lápides estão pintadas com cores vibrantes e desenhos divertidos com um estilo característico da região, além de ter epitáfios criativos.

 

A tradição de decorar as lápides dos falecidos dessa maneira bem original começou em 1935. Foi nessa época quando um artesão local, Stan Loan Petras, criou um monumento para sua esposa falecida.

 

 

Primeiro as pessoas não gostaram muito da lápide colorida. Mas a maioria dos habitantes locais aprovou. Por isso, Stan recebeu uma enorme quantidade de pedidos para criar monumentos parecidos.

 

 

Mesmo sem entender o idioma, podemos perceber qual era a profissão da pessoa quando estava viva. Os que podem ler o idioma, passam horas no cemitério estudando os textos criativos.

 

 

Às vezes, a lápide tem informações sobre a causa da morte. Aqui, por exemplo, está o seguinte epitáfio:

“A vodka é puro veneno. Traz lágrimas e sofrimento. Me tornou um escravo e me trouxe a morte. Se você gosta de vodka vai acontecer o mesmo. Eu bebi vodka e morri com ela nos meus braços.”

 

 

Algumas homenagens são rechadas de humor negro. Por exemplo, em uma das lápides est´escrito:

“Aqui está minha sogra. Se ela tivesse vivido mais um ano, eu é que estaria aqui.”

 

 

Quando ficou velho, Stan fez uma lápide para si mesmo. O epitáfio diz:

“Eu nunca desejei o mal a ninguém. Tanto quanto pude, fiz o bem a todos que necessitavam. Oh, meu pobre mundo! Não é fácil viver nele…”

 

 

Stan morreu em 1977 e seu ofício foi designado ao aprendiz Dmitry Pop. Assim como seu mentor, ele gosta de caminhar pela cidade aos domingos, anotando em seu caderno diferentes rumores sobre as pessoas locais. É daí que tira a inspiração para as futuras lápides.

 

 

Porém Dmitry Pop disse que está cada vez mais difícil pensar em algo novo e interessante. A vida das pessoas em uma cidade pequena é muito parecida uma das outras. Por isso é complicado dizer algo exclusivo.

 

 

Esse cemitério é bem diferente e vale a pena visitá-lo. Conte aos seus amigos sobre esse interessante lugar!

Comentarios

comentarios

Curtiu este post? Então clique aqui:

Você também pode gostar