Ela esperava um bebê, mas o ultrassom trouxe uma grande SURPRESA!

Quando Karen e Ian Gilbert estavam recém-casados, eles descobriram que Karen estava grávida. O casal pensou que seria uma gravidez tranquila, mas Karen começou a ter sérias dores no estômago. Ela temia que acontecesse algo com o bebê. Acontece que Karen tinha se enganado quanto à quantidade de bebês que estava esperando. Na verdade, o jovem casal tinha 3 bebês à caminho, eram trigêmeos idênticos… o que é bem raro! 1 caso em 200 milhões!

Os doutores foram bem sinceros com Kares. Sugeriram interromper a gravidez porque havia risco de saúde para as crianças já que os três bebês compartilhavam uma única placenta. Assim, poderiam desenvolver alguma síndrome visto que poderiam estar privados de espaço e nutrientes.

Mas o casal decidiu não interromper a gravidez. Os gêmeos nasceram por meio de uma cesareana, dois meses antes de completar os 9 meses. Karen e Ian chamaram os pequenos de Fiona, Maddison e Paige.

Mas os pais ainda não sabiam o que os aguardava. As gêmeas era tão parecidas que a mamãe e o papai não conseguiam diferenciá-los. Chegaram ao ponto de que era impossível saber quais delas havia comido, qual havia tomado banho, etc. Assim eles tiveram que criar um método diferente…

Eles decidiram pintar as pequenas unhas das gêmeas com cores diferentes, de acordo com a letra do nome.

Fucsia para a Fiona, Marinho a Maddison e Pink para a Paige.

Para os dois essa foi a melhor solução. Agora eles podem cuidar mais facilmente das bebês. Sua filha mais velha, Fay também ajuda a cuidar das fofinhas.

Karen disse que teve essa ideia depois que leu uma história real na Internet, na qual a mãe dos trigêmeos também confundis os bebês. Por fim a mulher teve que mudar o nome das crianças. Karen não queria chegar a esse ponto e evitou isso como pôde.

Hoje em dia, Karen já distingue com mais facilidade as três filhas. As pequenas ainda usam calçados com a cor de acordo com os seus nomes, as mesmas das unhas.

Karen diz que tem três vezes mais preocupações, mas que não mudaria isso por nada.

Comentarios

comentarios

Curtiu este post? Então clique aqui:

Você também pode gostar