Como se vive no frio do Polo Norte?

 

Se você pensa que faz muito frio na sua cidade, isso significa que você nunca esteve em Yakutia, na Rússia, onde a temperatura média anual é -15ºC. Em alguns lugares, como no povoado de Oymyakon, no inverno a temperatura raramente é maior que os -45ºC.

 

O povoado Oymyakon está situado na margem esquerda do rio Indigirka, a uma altitude de 745 metros sobre o nível do mar. O vale de Oymyakon é um dos lugares mais inóspitos do planeta, onde vivem cerca de 500 pessoas.

 

Como em vários lugares do norte da Rússia, Oymyakon foi habitado durante a época soviética de forma involuntária e inclusive obrigatória. A população indígena de Yakutita está mais acostumada ao frio e até o momento, eles são a espinha dorsal da população que vive naquele local.

 
Para os padrões locais, o verão começa quando a temperatura está acima de zero, o que é um sinal de que é possível usar uma roupa um pouco mais leve, além de sapatos e suéteres.

 

A capital Yakutita está situada a dois dias de caminhada do povoado, e ir de carro até aquela região é uma forma de passatempo extremo. Além disso, permanecer durante muito tempo em um carro, durante o inverno, é perigoso demais.

Existem postos de gasolina remotos, onde se trabalha em turnos – duas semanas de trabalho, duas semanas de descanso. Quanto mais tempo você passar aqui, mas solidão você vai sentir. Sem comunicação ferroviária nem aeroportos, o caminho para os carros é a única maneira de ligar esses povoados com o resto do mundo.

 

Inicialmente Oymyakon era um refúgio de pastores de renas, por isso eles estão muito acostumados com a caça.

 

Ter um banheiro normal é simplesmente impossível porque os canos não são capazes de suportar essas temperaturas. Por isso, as coisas são feitas à moda antiga: ao ar livre. O morador de 52 anos de idade, Alexander Pago, se veste o suficiente apenas para ir ao banheiro.

A única loja de mantimentos em todo o povoado faz lembrar a febre do ouro – eles estão sempre sofrendo os efeitos das interrupções no fornecimento de mantimentos.

 

Todas as manhãs, essa escavadeira é levada à uma estação de aquecimento e retira as cinzas de carvão fresco.

E as pessoas nunca esquecem uma palavra mágica: lenha. Mesmo nessa época de alta tecnologia, aqui o item mais importante e comercializado é uma simples e boa lenha.

 

O fazendeiro Nikolai fecha a porta desse recinto com aquecimento depois de ter reunido seus animais para passar a noite.

 

Esse é o povoado Oymyakon durante o amanhecer. Nesse momento, apenas há um farol acesso, que fica sempre queimando.

Comentarios

comentarios

Curtiu este post? Então clique aqui:

Você também pode gostar