13 hábitos “saudáveis” que resultaram não ser tão benéficos

Todos nós gostamos de nos cuidar uns aos outros. E todos ouvimos constantemente sobre o que se deve fazer para a saúde, e o que não se deve fazer. Por desgraça a cultura das massas implantou na mente de milhões de pessoas estereótipos completamente loucos.

Aqui estão alguns hábitos que nós consideramos completamente saudáveis sem-saber.

1. A mesa tem que usar sem sentar, ficando em pé.

Esta é uma tendência “saudável” do último par de anos. Dizem que sentar causa danos e ficar de pé é beneficioso. Mas será que é isso mesmo?

Uma longa investigação recente onde participaram 4000 americanos adultos demonstrou que a mesa para comer “em pé” não diminiu de nenhuma maneira suas possibilidades de adquirir doenças crônicas associadas a um estilo de vida sedentário.

Por outro lado, assim se queimam calorias realmente mais rápido! Então se quer emagrecer um pouco, este experimento pode resultar um sucesso para você.

2. Você tem medo de se sentar na privada em banheiros públicos.

Na verdade os virus “sexuais” em geral, como HIV e Herpes, não são tão tenazes como parecem. Depois de abandonar o corpo quente humano, estes morrem quase que imediatamente. Inclusive antes do anfitrião saia do banheiro e passe pela porta.

Se relizaram investigações sobre este tema e todas mostraram que os patogenos mais perigosos não se transmitem desta maneira.

Além do mais, nossa pele é um protetor efetivo assim como aniquilador de todo tipo de microbios.

A única exeção é se houver alguma ferida. Se nas pernas ou glúteos há um corte, ferida, ou arranhão profundo, então é melhor ter cuidado num banheiro público.

3. Não comer pão

Esta é uma moda dos últimos anos. O pão engorda. E algumas pessoas sofrem de intolerancia ao glúten, nos dizem nos meios de comunicação.

Só que se nos aprofundamos neste tema veremos que esta alergia estranha só padece a 1% da população. Todos os demais sofrem de inflamação do estômago, flatulencias e outros problemas associados aos intestinos e em nada absoluto devido ao pão.

4. Beba suco recém-espremido

O suco de frutas e verduras frescas, o que puede ser mais saudável?

Mas este poder curativo está altamente super-valorizado. Quando se espreme suco, se priva da fibra das frutas, e este é o ingrediente chave que te brinda saúde, bom humor e sensação de saciedade.

Se compra suco em pacotes, então é muito pior: não está tomando vitaminas, mas sim açucar. O resultado: uma sensação de fome brisca, mudanças de humor frequentes, cansaço crônico, e perda de massa muscular.

Lembre-se: a fruta se come, não se bebe!

5. Toma toneladas de vitamina C “para não ficar doente”

Sim a vitamina C realmente pode deixar teu sistema imunologico mais efetivo. Mas na verdade, seu consumo em excesso pode ser muito mais terrível que a falta. E isso realmente pode te deixar doente.

O consumo máximo permitido desta vitamina é de 2000 mg por dia. Qualquer excesso causa diarréia, náuseas, vômito, dor de estomago, dor de cabeça, e varios outros efeitos secundários.

6. Em vez do ovo inteiro, comer só as claras

Os “peritos” em alimentação tem garantido a milhões de pessoas que as gemas são fonte de colesterol. Só que cada vez mais investigações demonstram que o ovo, não importa quantos coma, influenciam em nada na concentração de colesterol no sangue.

Portanto, se não tem nenhuma doença do coração, não precisa se preocupar com este tema.

7. Comprar sabonete antibacterial para as mãos

Lavar as mãos constantemente com substancias desinfectantes não é só inutil senão também perigoso. Já que em nossos corpos as bactérias “boas” não são nem um pouco menos numerosas que as “más”.

Não ouça os comerciais. Compre o sabonete mais comum e lave as mãos com tal!

8.Tomar polivitamínicos

A maioria dos adultos nos EUA tomam multivitaminicos todos os dias! Aí se tem o efeito da incrível força da publicidade e da propaganda comercial.

Porém, investigações de décadas de anos sobre este tema demonstram que as vitaminas em tabletes não fazem muito sentido.

Isto não significa que não precisamos de vitaminas. Mas para aproveitar delas, se devem extrair das frutas e verduras: os dos tabletes se digere pior. E também, a absoluta maioria de nós não experimenta deficit nenhum de vitaminas, já que a quantidade suficiente a retiramos da comida.

Para que pílulas quando se está saudável?

9. Segure o fôlego se alguém tosse ou espirra

Quando uma pessoa espirra ou tosse sem cobrir a boca, as bactérias de sua boca se disparam no ar a uma velocidade de 80 a 350 km/h. Assim que estas tentativas suas de se cuidar são simplesmente engraçadas.

Somente peça para a pessoa tapar a boca. Ou espirrar em outra direção.

10. Tem medo de estalar os dedos

Até pouco tempo atrás ninguém entendia a natureza deste processo. O que tem nas articulações de algumas pessoas que as estalam toda hora? E por que as minhas também fazem isso as vezes?

Na realidade não são estalos. Este som são gases comprimidos que dão elasticidade às articulações.

Investigações recentes mostram que se seus dedos “estralam” mais forte que o comum, então isso é algo bom. Greg Kuchuk, investigador líder e professor da Universidad de Alberta declara:

“Nos parece que este é um sinal de má saúde. Mas na verdade é o contrário: enquanto mais forte estalem seus dedos, mais gases comprimidos há neles. O que significa que terá menos possibilidades de saber o que é a artrite.”

11. Experimentas diferentes dietas desintoxicantes continuamente

Ninguém deve fazer desintoxicações no organismo. Esta é outra bobagem que inventaram os marqueteiros e charlatões.

Se você não está intoxicado quer dizer que já tens um sistema de filtração super efetivo contra substancias daninas que se adquire através da alimentação. Este sistema é composto pelos fígado e rins.

Os rins filtram sem descanso nosso sangue, removendo qualquer resíduo de nossa dieta. E o fígado processa todos os quimicos que ingerimos. Ambos bastam para que seu corpo elimine efetivamente as toxinas.

12. Comprar sempre produtos sem gordura

Nos anos 90 o Ministério da Agricultura dos EUA convenceu a milhões de pessoas no mundo inteiro de que produtos com baixo teor de gordura são benéficos. Assim, no mercado apareceram margarinas em lugar de manteigas e iogurtes sem gordura.

Mas desde então se passou um tempo suficiente e todos os cientistas já sabem que isto não funciona. Uma investigação de 8 anos em Harvard, onde participaram 50 000 mulheres, demonstrou que pessoas que preferem produtos com baixo conteúdo de gorduras não sofrem menos de câncer ou doenças do coração. Os produtos sem gordura não ajudaram a emagrecer. E a falta de porções com gorduras “boas” só nos deixa letárgicos, sonolentos, e irritáveis.

13. Afastar-se dos produtos feitos em microondas

Todos já ouvimos falar que o microondas elimina as substancias nutritivas. Por sorte, isso é uma baboseira total! E não somos nós que dizemos isso, mas sim o pessoal da Harvard.

O que o microondas faz? Este usaa ondas de energia para fazer com que as moléculas da comida se movam mais rápido e assim converter sua energia em calor.

Claro, ao fazer isto alguns nutrientes se decompõe. Mas isto está relacionado com o próprio processo de esquentamento, e não com o metodo escolhido para isto. Ou seja, microondas ou fogão à gas, não faz diferença.

Em contrapartida, existem dados que declaram que o microondas é o metodo mais limpo e efetivo para esquentar a comida.

Comentarios

comentarios

Curtiu este post? Então clique aqui:

Você também pode gostar